Estamos juntos

Grave avaria no avião e greve dos jogadores perturbam a selecção da Gâmbia

O caos parece reinar na selecção da Gâmbia, que irá disputar o seu primeiro jogo do CAN 2023 na Costa do Marfim na segunda-feira, dia 15. Ontem, quarta-feira, dia 10, o avião em que seguiam os “Escorpiões” foi obrigado a inverter a marcha devido a uma perda de oxigénio na cabina que se poderia ter revelado fatal para os jogadores e todo o pessoal. Tudo isto depois de um período de preparação marcado por um jogo amigável cancelado, sessões de treino falhadas e uma greve dos jogadores antes da partida.

“Podíamos ter morrido todos”, disse o seleccionador Tom Saintfiet ao jornal belga Nieuwsblad, após o incidente que envolveu o avião em que a sua equipa tinha embarcado com destino à Costa do Marfim para participar na Taça das Nações Africanas de 2024. Um exame preliminar diagnosticou uma perda de pressão e de oxigénio na cabine.

“Adormecemos todos rapidamente”, referiu o treinador. “Passados nove minutos, o piloto decidiu regressar porque não havia oxigénio. Alguns jogadores não acordaram imediatamente após a aterragem. Quase apanhámos uma intoxicação por monóxido de carbono. Mais meia hora de voo e estaríamos todos mortos.”

Foi um enorme susto para os jogadores. Saidy Janko, o defesa do Young Boys Bern, revoltou-se numa mensagem publicada na sua conta do Instagram: “Assim que entrámos no pequeno avião que tinha sido alugado, reparámos no enorme calor que nos fazia suar. O calor desumano, combinado com a crescente falta de oxigénio, provocou fortes dores de cabeça e tonturas extremas. Alguns companheiros começaram a cair num sono profundo poucos minutos depois da descolagem.”

Seis jogadores sofrem de enxaquecas

Depois disso, foi tomada a decisão de fazer uma aterragem de emergência: “Uma vez no ar, a situação piorou, não deixando ao piloto outra alternativa senão fazer uma aterragem de emergência no aeroporto de Banjul (capital da Gâmbia) nove minutos após a descolagem”, disse Saidy Janko. “Caso contrário, as consequências poderiam ter sido muito piores! Se tivéssemos ficado expostos durante mais tempo àquela situação, num avião sem oxigénio…”.

De acordo com o seleccionador, seis jogadores continuavam a sofrer enxaquecas nas horas que se seguiram ao incidente, embora não tenha especificado quais. Tudo isto numa altura em que os seus jogadores acabam de passar cerca de trinta horas no avião, de regresso de um estágio na Arábia Saudita (27 de Dezembro a 5 de Janeiro) para cumprimentar o Presidente Adama Barrow em Banjul, antes de partirem para o CAN, com grandes atrasos nos voos que os impediram de participar no número de sessões de treino que gostariam.

Os preparativos foram também marcados pelo cancelamento do jogo amigável contra Marrocos, previsto para 7 de Janeiro, não tendo sido dada qualquer explicação para o sucedido.

A situação tornou-se ainda mais complicada pelo facto de o último treino no Stade de l’Indépendance em Bakau, previsto antes do voo que quase se transformou num desastre, ter sido boicotado pelos jogadores. Estes decidiram entrar em greve para obter um bónus de qualificação, como noticiam os meios de comunicação locais. Este facto provocou a ira dos adeptos que se tinham deslocado para os ver nessa ocasião e as instalações foram palco de actos de vandalismo.

O Ministro do Desporto da Gâmbia, Bakary Y. Badjie, disse, mais tarde, aos jornalistas que os internacionais tinham exigido um bónus de 38 milhões de dalasis (cerca de 500.000 euros) para todo o grupo como recompensa pela qualificação. Também desistiram de um bónus de qualificação em

troca de passaportes diplomáticos, acrescentou. “Infelizmente, agora que têm o passaporte diplomático, querem o dinheiro”, disse Badjie.

Finalmente hoje, a selecção da Gâmbia viajou num Airbus A319 enviado pela Costa do Marfim para este país.

Recorde-se que o primeiro jogo dos “escorpiões” será na segunda-feira, 15 de Janeiro, contra o Senegal, o actual campeão. Os outros integrantes do grupo C são os Camarões e a República da Guiné.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...