Estamos juntos

Inflação homóloga em Angola regista decréscimo de 13,80 pp em Maio

A inflação em Angola no mês de Maio situou-se nos 10,62%, representando um decréscimo de 13,80 pontos percentuais (pp) face a observada em igual período do ano anterior, segundo indicam dados do relatório do Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) do Instituto Nacional de Estatística (INE) do país.

De acordo com os números divulgados pelo INE, ao se fazer uma comparação da variação homóloga actual com a registada no mês anterior [Abril], verifica-se uma aceleração de 0,03 pp. No que tem que ver com a variação mensal [Abril a Maio de 2023], esta fixou-se nos 0,95%, uma aceleração de 0,03 pp.

Durante o mês de Maio, segundo o IPCN, as províncias que registaram menor variação nos preços foram as do Bengo (0,73%), Cabinda (0,75%) e Benguela (0,79%), enquanto Namibe (1,09%) e Uíge (1,07%), tiveram os menores preços.

Pode ainda observar-se no relatório, que das doze classes de despesa, cinco apresentaram taxas superiores à unidade, das quais a classe “Saúde” foi a que registou maior aumento de preços, com uma variação de 1,96%.

“Destacam-se também os aumentos dos preços verificados nas classes Vestuário e Calçado, com 1,54%; Bens e Serviços Diversos (1,47%) e Hotéis, Cafés e Restaurantes (1,20%)”, avança o relatório.

O relatório apresenta também a classe Alimentação e bebidas não alcoólicas como a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços, durante o mês de Maio, com 0,57 pp, seguida de Bens e serviços diversos (0,10 pp), Saúde (0,07 pp) e Vestuário e calçado (0,06 pp).

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...