Estamos juntos

Banco Central da África Ocidental elogia desempenho macroeconómica da Guiné-Bissau

O governador do Banco Central de Estados da África Ocidental (BCEAO), Jean Claude Brou, elogiou esta semana o Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, pelo “bom desempenho macroeconómico” que o país teve em 2022.

De visita de trabalho a Bissau, o dirigente do BCEAO foi recebido em audiência por Sissoco Embaló, a quem transmitiu as indicações segundo as quais a economia guineense teve um crescimento “relativamente sólido” em 2022, o que poderá continuar em 2023.

Jean-Claude Brou espera que, a continuar assim, a economia guineense conhecerá um crescimento além dos 6% em 2024.

O governador do BCEAO, citado pela Lusa, notou, contudo, alguma preocupação com o nível da inflação na Guiné-Bissau, que disse estar na ordem dos 7%, conforme a média de toda a região da União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA).

“Há a preocupação que existe em todos os países da UEMOA, tendo em conta a persistência da tensão geopolítica no mundo, da crise ao nível da sub-região. A inflação continua alta, mais de 7% a nível da UEMOA e da Guiné-Bissau inclusive, mas saudamos as medidas tomadas pelas autoridades para baixá-la”, observou Jean-Claude Brou.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...