Estamos juntos

Morreu o homem mais velho do mundo

O venezuelano Juan Vicente Pérez Mora, que com quase 115 anos detinha o recorde mundial do Guinness World Records como o homem mais velho do mundo desde Maio de 2022, faleceu ontem, quarta-feira, dia 3, anunciaram hoje, dia 4, as autoridades locais.

“Querido Juan Vicente Pérez Mora, hoje, com profunda tristeza e dor, nos despedimos de si, desse arquétipo de homem de Táchira, humilde, trabalhador, aprazível, entusiasta da família e da tradição”, anunciou o governador do estado de Táchira, Freddy Bernal na sua conta da rede social X.

Juan Vicente Pérez Mora morreu no estado venezuelano de Táchira (860 quilómetros a oeste de Caracas, a capital da Venezuela) onde viveu toda a sua vida, quase dois meses antes de completar 115 anos.

Na mesma rede social, Freddy Bernal explica que teve “o prazer e o orgulho de o conhecer e de o partilhar com os seus entes queridos” e que esse seu “amigo” será sempre recordado “pelo seu optimismo perante a vida, pela sua fé, pela sua esperança e pelo seu profundo amor” a Táchira. “Será sempre um símbolo de bondade, sabedoria e alegria, e o seu legado viverá para sempre nos nossos corações e nas nossas vidas”, sublinha.

Agricultor de profissão, Juan Vicente Pérez Mora nasceu em 27 de Maio de 1909, em El Cobre, estado de Táchira (860 quilómetros a sudoeste de Caracas), e, em ocasião do seu 113.º aniversário revelou que os segredos da sua longevidade eram: “Trabalhar muito, descansar nas férias, deitar-se cedo, amar a Deus e tê-lo sempre presente no coração, e beber um copo de ‘miche’ [aguardente local] por dia”.

Juan Vicente foi o nono de dez filhos de Eutíquio del Rosário Pérez e Edelmira Mora e era conhecido pela sua “uma excelente memória”, que o levava a descrever momentos da infância, do casamento e a reconhecer os irmãos, filhos e netos.

Em 1997 ficou viúvo de Ediofina Garcia, após 60 anos de matrimónio e, além de alguma tensão arterial alta, segundo a sua filha Nelyda Pérez, tinha “muito boa saúde, não padecia de nenhuma doença que precise de tratamento médico.”

Popularmente conhecido por “tio Juan”, gostava de estar com os parentes e amigos, a quem contava histórias e com quem conversava longamente. Teve 11 filhos (seis rapazes e cinco raparigas), 41 netos, 18 bisnetos e 12 trisnetos.

Juan Vicente tinha apenas cinco anos quando começou a ajudar o pai e irmãos no cultivo de cana-de-açúcar e café. Aprendeu a ler e escrever com um caderno que lhe ofereceu uma professora. Durante 10 anos foi oficial de justiça em Caricuena, trabalhando na resolução de problemas familiares por assuntos relacionados com terras e heranças.

No seu tempo livre ouvia música latino-americana e tirou a sua primeira fotografia quando tinha 51 anos, a preto e branco.

Em Maio de 2023, em ocasião da celebração do 114.º aniversário, Juan Vicente, recebeu mensagens de parabéns do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, do governador de Táchira, Freddy Bernal, e inclusive de vários políticos opositores venezuelanos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...