Estamos juntos

Dia Internacional das Famílias: ONU considera importante incutir consciência climática nas famílias

A Organização das Nações Unidas (ONU) considera importante incutir hábitos sustentáveis​​e consciência climática nas famílias desde cedo, pelo papel que desempenham na transmissão de valores ao longo de gerações.

Numa nota a propósito do Dia Internacional das Famílias, que se assinala hoje, a organização internacional, que este ano escolheu como tema “Famílias e Mudanças Climáticas”, sublinha que capacitar as famílias através da educação, da mudança de hábitos de consumo e da defesa de direitos é fundamental para uma acção climática significativa e eficaz.

“As famílias transmitem valores através das gerações, por isso é importante incutir hábitos sustentáveis ​​e consciência climática nas famílias desde cedo”, nota a organização mundial.

A integração dos princípios da economia circular na educação infantil, acrescenta, pode ajudar a construir um modelo económico sustentável baseado na minimização dos resíduos e na regeneração dos recursos naturais. Com isso, acrescenta, as famílias, enquanto consumidoras e defensoras, podem impulsionar a transição para uma economia circular.

Impacto negativo

A ONU refere que as alterações climáticas têm um impacto negativo na saúde e no bem-estar das famílias através do aumento da poluição, enquanto os fenómenos meteorológicos extremos exacerbados pelas alterações climáticas, como furacões, secas e inundações conduzem frequentemente à deslocação forçada e à perda de meios de subsistência para famílias e indivíduos.

Tais eventos, acrescenta, afectam a produtividade agrícola e o acesso à água, intensificando a fome e a vulnerabilidade.

Medidas drásticas

De acordo com as Nações Unidas, sem medidas drásticas, a adaptação e a mitigação dos impactos das alterações climáticas tornar-se-ão cada vez mais difíceis e dispendiosas.

O Dia Internacional das Famílias de 2024 visa aumentar a consciencialização sobre o impacto das alterações climáticas nas famílias e o papel que elas podem desempenhar na acção climática. “Através de iniciativas familiares e comunitárias, podemos promover a acção climática com educação, acesso à informação, formação e participação comunitária”, sublinha.

O Dia Internacional das Famílias foi instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a 20 de Setembro de 1993, com o objectivo de destacar a importância da família na construção de socie- dades seguras, harmoniosas e devidamente estruturadas. A data foi come- morada pela primeira vez em 1994, que foi o Ano Internacional da Família.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...