Estamos juntos

Gastos com pré-pagos lá fora crescem 253% para 304 mil milhões Kz

Até Março os angolanos gastaram 55% do valor total gasto no ano de 2023. Desde 2014 foram 1,6 biliões Kz gastos no estrangeiro com cartões pré-pagos.

Até Março deste ano, os angolanos já gastaram cerca de 304 mil milhões Kz em levantamentos ou pagamentos no estrangeiro com cartões pré-pagos emitidos em Angola, o que representa um crescimento de 253% em relação ao mesmo período de 2023, quando se registou um montante equivalente a 86 mil milhões Kz.

De acordo com cálculos do semanário Expansão, até Março deste ano os angolanos já gastaram o equivalente a 55% do valor total gasto no ano de 2023. Os cálculos foram feitos com base nas estatísticas do Sistema de Pagamentos do Banco Nacional de Angola (BNA).

Esses valores (304 mil milhões Kz) foram movimentados em cinco milhões de operações que representam mais 103% do número de 2023.

No ano passado, os gastos com cartões pré-pagos no estrangeiro foram de 549 mil milhões Kz em 12 milhões de operações, o valor mais alto dos últimos 10 anos, e com o segundo maior número de operações realizadas, o que indica um contínuo crescimento no número de usuários dos cartões pré-pagos no exterior do País, bem como o aumento do volume de negócios em torno do uso destes cartões.

Para se ter uma ideia, só no último ano, 2023, foram gastos 39% do valor global gasto na última década. De acordo com cálculos do Expansão, desde 2014 os angolanos já gastaram no estrangeiro com cartões pré-pagos cerca de 1,6 biliões Kz. Deste total, 49% foram gastos nos últimos dois anos (2022 e 2023), ou seja, quase a metade do total foi gasto em apenas dois anos.

Gastos no estrangeiro cresceram 114% em dólares

Apesar da desvalorização cambial de quase 40% registada entre Maio e Junho deste ano, o valor gasto no estrangeiro em dólares norte-americanos também registou um crescimento considerável.

Segundo o Expansão, no I trimestre de 2024 os angolanos efectuaram no estrangeiro gastos com cartões pré-pagos avaliados em 366 milhões USD, ao câmbio médio trimestral do BNA de 829,7 Kz por USD, o que representa um crescimento de 114% se comparado com os 171 milhões USD de igual período de 2023. Já se for convertido em moeda europeia (euro), verificou-se um aumento de 112% ao passar de 159 milhões em 2023 para 337 milhões em 2024.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...